sexta-feira, 10 de outubro de 2008

pequeno pássaro

a mão é um pequeno pássaro
tocando a flor de laranjeira

pássaro e flor:
poema inesperado desabrochando
sob o sol nascente


silvia chueire

7 comentários:

paliavana4 disse...

Prezada SILVIA CHUEIRE,

algo sempre solto vige nos poemas teus, algo - caso queira quem os lê - passível de tomar-nos pelas mãos e incitar-nos a continuar a escrever os poemas tão bem elaborados. (Leio algo teu, vez que outra, na MINGANTE).

A propósito: hoje, ao ver um documentário sobre Machado de Assis, veio-me imediatamente lembrança da ELIANE STODUCTO - o que resultou no texto que acabei de publicar no meu FLICKR. AQUI:
http://www.flickr.com/photos/darlanmc

Um abraço.
DARLAN M CUNHA

atento disse...

Basta deixá-lo voar
e um sorriso acontece.

Silvia Chueire disse...

Darlan,


Foi bom ler o seu sentimento sobre ela. Obrigada.

Atento,

Pareces estar mesmo atento. : )

Um abraço,

Silvia

hfm disse...

No Alicerces há algo para si.

Anônimo disse...

"a mão é um pequeno pássaro
tocando a flor de laranjeira"

prazer em voltar a ler a sua poesia,
abraço

Constantino Alves

vaandando disse...

belíssimo este seu poema: breve a imagem , grande o alcance poético.
Cordialmente
_____________ JRMarto

gabriela rocha martins disse...

o acordar POESIA

sob o alcance da nossa mão



.
um beijo

diários IV

        a rotina pode ser uma impercebida prisão.   toma-nos de surpresa. pé ante pé instala-se na vida de acordo com ...