terça-feira, 16 de dezembro de 2008

tempo

tempo I

colhe um sorriso sobre o tempo,
não te esqueças.
ninguém dirá em sã consciência
que a praia iluminada era eu,
mas tu sabes.


tempo II

não fales do teu tempo
fales das coisas a despeito dele;
em breve sobrevirá a noite,
as mãos e a boca paralisadas.
e tu serás
e não serás o mesmo.


silvia chueire

4 comentários:

Meanings disse...

Sentido!:)

(gostei especialmente deste)

Ramon Alcântara disse...

O tempo não passa, fica parado nos olhando degladiar com o espaço.

Cleopatra disse...

Tem Um blog de ouro para si . Aqui:

http://cleopatramoon.blogs.sapo.pt/457199.html

Anônimo disse...

o que eu estava procurando, obrigado

diários III

as orquídeas lançam raízem e flores desenfreadas. têm pressa.   desabrocharão sua beleza extrema com a paixão típica das flores....