sábado, 9 de fevereiro de 2008

Flores ou facas

Cabem flores ou facas
no meu pensamento.

Fio ou perfume a nascerem
conforme o dia.
Tomo ambos com o mesmo cuidado;

ambos têm uma fraqueza
irrecusável.


Silvia Chueire

Um comentário:

Maria Eloina Brandão disse...

Silvia,
Gosto muito do que escreve! Fico esperando um novo poema, um novo texto. Tem coisas que você escreve que realmente fala tudo o que eu queria dizer.
Obrigada!
Do fundo do coração, compartilho consigo o amor a Portugal.
Com amizade,
Eloina

diários IV

        a rotina pode ser uma impercebida prisão.   toma-nos de surpresa. pé ante pé instala-se na vida de acordo com ...