quarta-feira, 7 de fevereiro de 2007

Árabes - XXXVII


















Hoje

Minha dor morreu hoje.
Enterrei-a na curva mais suave da figueira.

Não mais verá a luz,
a minha dor em lágrimas.
Nunca mais verá a lua,
o quarto crescente
a iluminar-me a voz.


Silvia Chueire




Nenhum comentário:

diários IV

        a rotina pode ser uma impercebida prisão.   toma-nos de surpresa. pé ante pé instala-se na vida de acordo com ...