sábado, 3 de fevereiro de 2007
















A sul


A sul, bem mais a sul,
as cores colam-se nas palavras
e nas faces inclinadas contra o sol.

A sul para onde se quer ir
quando o inverno nos atinge
o íntimo desguarnecido.

Voar para sul, para o sonho liberto.
Encontrar o sul em nós mesmos,
os braços abertos ao mundo.


Silvia Chueire

Nenhum comentário:

diários IV

        a rotina pode ser uma impercebida prisão.   toma-nos de surpresa. pé ante pé instala-se na vida de acordo com ...