sexta-feira, 16 de fevereiro de 2007

Árabes XXXVIII






















Morrer

Diz-me ó sol impiedoso,
como se entrega a vida à terra?

Diz-me em que rosas dormem espinhos
e não ferem.

Como uma mulher eleva a voz
e se rebela,
em meio aos corpos que sangram,
e ergue os punhos
e vocifera
e amaldiçoa a guerra que os leva?

Diz-me
como sou capaz de morrer tantas vezes
e ainda não morrer como devia?

Silvia Chueire

Nenhum comentário:

diários III

as orquídeas lançam raízem e flores desenfreadas. têm pressa.   desabrocharão sua beleza extrema com a paixão típica das flores....